"Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus" (1Co 10.31).

Loading...

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Gestante e Odontologia



A gestante pode receber tratamento odontológico?

Certamente que sim! Apesar dos receios de grande parte das gestantes, elas não apenas podem, mas “devem” cuidar de sua saúde bucal.

Poderá ser realizado qualquer tipo de tratamento no período de gestação?

Todos os procedimentos básicos para manter a saúde bucal da gestante podem e devem ser realizados. Entretanto, tratamentos mais complexos que necessitem de consultas mais longas devem ser adiados para depois do parto, a não ser em casos de extrema urgência.

Existe uma época mais adequada?

Embora o tratamento odontológico possa ser realizado em qualquer momento da gestação, o Segundo Trimestre (entre o 4º e o 6º mês) é o mais indicado para a sua realização, pois este é um período de maior estabilidade tanto para a mãe quanto para o bebê.

A gestante pode tomar anestesia local?

Se necessário, sim. Podem-se usar anestésicos desde que sejam apropriados para a gestante e em pequenas quantidades.

Pode tomar medicamentos?

No primeiro trimestre é aconselhável a não utilização de qualquer tipo de medicamento, salvo orientação e prescrição do seu médico. Nos outros dois trimestres usam-se medicamentos se for realmente necessário.

Pode-se fazer radiografia em gestantes?

Desde que sejam usados os equipamentos de segurança (avental de chumbo e protetor de tireóide), não há nenhum problema. Entretanto, no primeiro trimestre (período de formação do feto), as radiografias devem ser evitadas.

A gravidez estraga os dentes e inflama a gengiva?

Não. Geralmente a gestante passa a comer com mais frequência, a ingerir mais açúcar e carboidratos (doces, bolos, refrigerantes, etc.) e negligencia a higienização bucal. Estes fatores favorecem a formação de placa bacteriana, provocando ou potencializando cáries e doenças periodontais (gengivite e periodontite).

O que a gestante deve fazer para evitar estes problemas?

Procurar o seu dentista o mais cedo possível, iniciando o seu tratamento juntamente com o pré-natal. E não negligenciar a higienização bucal satisfatória. A correta escovação e uso do fio dental formam a base da boa higiene. É preciso também manter uma dieta adequada.

Quando se inicia os cuidados com a saúde bucal do bebê?

Assim que é concebido. A saúde bucal do bebê começa com a saúde bucal da mamãe. Estudos revelam que problemas periodontais (como a inflamação da gengiva) podem contribuir para a ocorrência de partos prematuros e bebês de baixo peso.

A alimentação da gestante influencia na saúde bucal do seu bebê?

Com certeza. Uma dieta alimentar inadequada, rica em carboidratos e açúcar, irá trazer prejuízos ao bebê, já que o seu paladar começa a se formar por volta do 4º mês de gestação. Por isso, deve-se dar preferência a alimentos ricos em proteínas e vitaminas, como peixes, carnes, vegetais, cereais, aves, leite e ovos.

Quando os dentes de leite começam a se formar?

Os "dentes de leite" começam a se formar a partir da 6ª semana e os “dentes permanentes” a partir do 5º mês de vida intra-uterina. Portanto, infecções, carência nutricional, o uso de alguns medicamentos (automedicação) pode trazer sérios problemas aos dentes do bebê.

Então, a mãe pode contribuir para a boa dentição da criança? Como?

Sim. Começando por cuidar de si mesma. A gestante precisa ter saúde. O acompanhamento pré-natal realizado pela equipe de saúde da família irá dar condições de a gestante desenvolver hábitos saudáveis melhorando a sua qualidade de vida e do bebê. Pois a saúde bucal da mãe tem relação direta com a saúde bucal do seu bebê.

A ingestão de flúor na gestação influencia na dentição do bebê?

Não. O flúor é mais importante depois da erupção dos dentes, que se inicia mais ou menos aos 6 meses de idade.

A amamentação é importante para os dentes da criança?

A amamentação natural é simplesmente fundamental. Além da importância afetiva e nutricional, o exercício muscular durante a sucção favorece a respiração nasal e previne problemas de posicionamento incorreto dos dentes. Também prepara a criança para a mastigação e deglutição, favorecendo o desenvolvimento dos maxilares e dos músculos faciais.

Quando devo levar o meu bebê pela primeira vez ao dentista?

A primeira visita ao dentista deve acontecer por volta dos 30 dias de nascida. Momento em que o dentista irá fazer um breve exame clínico na criança e anamnese com a mãe, pai ou responsável, reforçando as orientações educativas de saúde bucal.

Saúde Bucal
Direito de Todos

Equipe de Estratégia de Saúde da Família
URBIS

Unidade de Estratégia de
Saúde da Família
Tobias Alves dos Santos
URBIS



www.saudeodontopublica.blogspot.com
Visite o nosso Site

A idéia de que gestante não pode realizar tratamento odontológico é um grande erro!

Gestante ,
mude esta história
Procure o seu
dentista !


Cuide de Você e de seu Bebê
Um ato de amor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique Informado!

gif - dengue - 1

Cursos Gratuitos